ASSOCIAÇÃO DE DEFESA DOS VITIMADOS PELO TRABALHO

DAS REGIÕES AMREC, AMESC E AMUREL

T: (48) 3437 4398 ::

Quem Somos



Fundada no ano de 2005, a ADVT – Associação de Defesa dos Vitimados pelo Trabalho nasceu da iniciativa de um grupo de trabalhadores e Sindicalistas que, viram nesta entidade algo que fosse priorizar a defesa da saúde no ambientes de trabalho.

Sentimos a dificuldade em lidar com a idéia da criação de uma associação, pois, sofremos pressão de algumas entidades por aquilo que estávamos fazendo e, se não estaríamos tentando passar os limites dos movimentos representativos. Não foram todos os Sindicatos que entenderam esta idéia, visto que, nem todos os Sindicatos estão ai para defender os trabalhadores, nem mesmo aqueles filiados na maior Central da América. A visão de saúde por parte desta entidades classistas nos mostram que, acima de tudo esta a luta por poder e, este poder não tem espaço para os trabalhadores.

Nosso intuito sempre foi trabalhar com os sindicatos e, que estes nos apoiassem, pois, nenhum sindicato consegue suprir a necessidade que a demanda da saúde dos trabalhadores impõem.

Cabe deixar neste campo, as entidades que inicialmente toparam a idéia de algo especifico em saúde do trabalhador e trabalhadora. Sindicato dos Químicos de Criciúma na pessoa de Joel Bithencourt, Sindicato dos Mineiros de Criciúma – Ailson e José Carlos, Sindicato dos Vigilantes – Bento Acelino de Freitas, Sindicato do Asseio e Conservação na pessoa da Mara Rubia Delfino (Falecida no ano de 2008, vitima de um acidente de moto, de imprudência, imperia por parte do condutor do carro, demonstrando a ilicitude do fato e caracterizando o dolo), Sindicato dos Metalúrgicos nas pessoas do João Batista, Valdonil e Oderi e Zé Machado, Sintresc de Tubarão na pessoa do José Paulo dos Reis, Sindicato dos Mineiros de Sideropolis – Leonor José Rampinelli, Sindicato dos Hotéis de Criciúma – Jorge Godinho, Sindicato dos Ceramistas na pessoa de Itáci de Sá, Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Criciúma e Região nas pessoas de Wainer, Manoel e Gelson, Cooperativa dos Trabalhadores Metalúrgicos na pessoa do ex-vereador Antonio Carlos Leandro, Sinte de Criciúma na pessoa da Rindalta, Sindicato da Saúde na pessoa de Carlos Magno e Sindicato do Vestuário na pessoa especial em nossas lutas Rozangela Roussenq além da participação do Sindicato dos Bancários e Financiários de Criciúma e Região onde a direção liberou o Diretor Julio Cesar Zavadil para realizar atividades Voluntárias na ADVT duas vezes por semana.

Homenagear todas as pessoas e cada uma destas entidades que vem ajudando a ADVT seja financeiramente ou com sua participação nas diversas atividades que realizamos durante todos os anos é fundamental. Nada poderia ter acontecido se cada um destes tijolos que aos poucos vão construindo a ADVT uma entidade conhecida e principalmente, uma entidade de defesa dos trabalhadores e trabalhadoras formais, informais, desempregados por problemas de saúde relacionados ao trabalho, profissionais liberais, enfim, todos aqueles que de uma forma ou de outra vem para a ADVT, seja como sócios, colaboradores, ou sócio dependente para fazer dela uma entidade forte e de apoio.

Buscamos trabalhar em células onde, criaremos grupos de 30 a 40 pessoas desde de Imbituba até Passo de Torres, levando a nosso sócios e pessoas que por ventura participem de nossas reuniões, informações jurídicas, conhecimentos diversos sobre saúde do trabalhador, sobre o SUS, Previdência, enfim, queremos organizar os trabalhadores e trabalhadoras para que conheçam seu ambiente de trabalho e lutem para que ele se mantenha saudável.

Sabemos que cada trabalhador tem direito a saúde e isto é um preceito constitucional e para que isto seja cumprido, que a Lei seja respeitada, os trabalhadores têm que estar capacitados e organizados. É fundamental que o trabalhador discuta seu meio ambiente de trabalho com seu patrão e, ter conhecimento de causa para isto é o caminho para o sucesso e o fracasso.